CP I Beira-Mar adia ato eleitoral

O momento de exceção está a provocar alterações à vida familiar e comunitária mas também em autarquias, na justiça, na administração, associações, partidos, clubes desportivos e em termos genéricos nas instituições públicas e privadas do país.

O Beira-Mar já assumiu que não há condições para desencadear processo eleitoral e mantém os órgãos sociais em funcionamento até que as condições permitam a realização de eleições.

Jorge Greno, presidente da AG, fez o anúncio e apelou à tranquilidade.

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163