Taça de Portugal I Ançã eliminado nas grandes penalidades

Numa partida disputada a bom ritmo e no qual o equilíbrio foi tónica durante grande parte dos mais de 120 minutos jogados, a primeira situação de perigo pertenceu aos forasteiros, com Guilherme só com Ivo pela frente a permitir que o guardião da casa impusesse a sua lei. Eram decorridos apenas 18 minutos quando o Ançã tirou partido da velocidade de Rui Pereira, que numa demonstração de génio e classe assistiu Hugo Parreiral,com este, a apontar um golo estupendo sem qualquer hipóteses para Tiago Mota.
Nos minutos iniciais da etapa complementar os visitantes conseguiram-se superiorizar ao seu adversário e ao minuto 46 grande há uma grande ocasião para os forasteiros. Na sequência de um cruzamento de Castelinho para a cabeça de Iaquinta , registo para uma bela defesa de Ivo França.
Aos 55 minutos os da casa tiveram a chance de ampliar a vantagem para dois golos. O árbitro deslumbrou uma falta de Bébé sobre André Gonçalo ,Rui Pereira chamado a converter a penalidade atirou ao poste.Na jogada seguinte os visitantes chegam à igualdade ao minuto 56, após uma bela assistência de Castelinho para uma cabeçada certeira de Iaquinta.
Era sem duvida o melhor período dos visitantes, que ao minuto 58 tem uma perdida imperdoável de Iaquinta. A equipa da casa materializava o seu jogo ofensivo com um golo num contra ataque rápido e tremendamente eficaz. Pedro Gonçalves na cara de Tiago Mota não perdoou. Os visitantes voltam a por tudo como dantes na sequência de um cabeceamento de Iaquinta.
A dez minutos do fim Samuel Santos teve nos pés a passagem à eliminatória seguinte, mas foi com pouca convição ao lançe, acabando por perder-se uma ocasião flagrante de golo .
Face à situação de empate no final da partida foi necessário recorrer ao prolongamento.Já com o Ançã reduzido a dez unidades, o emblema de Cantanhede ainda teve chances de chegar à vitória, mas o remate de Rui Pereira a não acertar no alvo.Na lotaria das grandes penalidades o Sacavenense foi mais feliz e mais eficaz e venceu por 3-4.

António Parreiral

Complexo Desportivo de Ançã
Árbitro: Xavier Gomes,(Aveiro)
Auxiliares: Fábio Fernandes e Hulberto Pereira

Ao intervalo: 1-0
Marcadores:Hugo Parreiral,(18m), Iaquinta,(56m,72m), Pedro Gonçalves,(67m).

Ação Disciplinar:Amarelos: Hugo Oliveira,(28m), João Bogalho,(33m), Rui Pereira,(35m), Hugo Parreiral,(75m,89m), Ivo França,(77m), Guilherme,(83m), Pinto,(100m), Gaspar,(104m), Job,(117m), Luis Marques,(118m), Duque,(119m).

Vermelho:Hugo Parreiral,(75m,89m), David Baptista,(89m do banco).

Ançã 2 (3)
Treinador: António Cortesão
Ivo França, David Baptista,(C), (Gabriel Veloso,51m), Fábio Rodrigues, Rui Pereira, Hugo Oliveira,(Luis Marques,65m), João Bogalho,(Pedro Alves,90m), André Gonçalo,(Pedro Cortesão,73m), Samuel Santos, Pedro Gonçalves, Bernardo Oliveira, Hugo Parreiral.

Sacavenense 2 (4)
Treinador: Rui Gomes
Tiago Mota, Yuk,(Gaspar,90m), Bé Bé,(Ricardo,120m), Léo,(Didi,68m), Yannick, Pinto, Castelinho, Duque, Iaquinta, Job,(C), Guilherme,(Mancilha,101m).

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163