Oleiros com apenas nove jogadores acabou goleado diante do Vilafranquense

Foi, afinal, com nove jogadores que o Oleiros se apresentou em Vila Franca de Xira, depois de o clube do distrito de Castelo Branco ter ficado reduzido a poucos atletas devido a uma virose que colocou de baixa seis jogadores. O conjunto de Natan Costa tinha informado, em comunicado, que só tinha oito jogadores para entrar em campo perante os ribatejanos, mas o treinador acabou por colocar o guarda-redes Luís Pedro a… avançado.
Para a história ficou o resultado de 7-0, favorável ao Vilafranquense. “Há um sentimento de tristeza. Isto não é bom para o futebol. Sinto que os jogadores não foram respeitados e não quero com isto atacar o Vilafranquense, pois estiveram três equipas em campo que mostraram grande dignidade. O Vilafranquense procurou sempre atacar, nós fizemos o que pudemos e o trio de arbitragem mostrou muita sensibilidade para com a situação”, adiantou. Como se não bastasse, Ibrahim sofreu uma lesão grave no joelho aos 35′ e o Oleiros jogou quase uma hora com oito.
Ainda assim, Natan Costa sublinha que uma falta de comparência “teria sido pior”. Apesar da goleada, os adeptos do Vilafranquense aplaudiram o Oleiros. No próximo jogo, em casa, com o Caldas, Natan Costa conta voltar à normalidade. “Os jogadores que estavam dentro do quadro viral devem recuperar, há outros lesionados que também podem voltar e há certificados para chegar”, revelou mostrando-se, contudo, “preocupado” com a questão anímica. Quanto ao encontro, Luís Pinto, com três golos, destacou-se na goleada.

O JOGO

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163