Taça de Portugal I Oleiros “caiu” apenas nos penáltis

O Gil Vicente seguiu em frente na Taça de Portugal, após vencer o Oleiros, do Campeonato de Portugal, por 2-4 no desempate por grandes penalidades precedido de um nulo com duração de 120 minutos. A estreia de Ricardo Soares no comando técnico foi tremida, mas, no fim, acabou por ser positiva. Foi um jogo disputado mais com o coração do que com a razão, sempre com a bola a passar mais tempo no meio do campo entre divididas impetuosas, como de que se tratasse de um jogo de vida ou de morte de parte a parte. O Oleiros conseguiu dar uma boa réplica, principalmente enquanto teve pernas para disputar o jogo de peito feito com o Gil Vicente, porém, a equipa de Barcelos começou dominar o jogo de forma clara a partir dos 70 minutos, quando a menor frescura física do adversário começou a ser notada. Apesar do domínio, não houve nenhuma oportunidade flagrante de golo a registar durante os 90 minutos regulamentares, pois essa estava reservada para o Oleiros, que, através de Marco, viu a barra negar-lhe a vitória aos 97 minutos, sendo que o central, com um remate acrobático, aproveitou a defesa incompleta do guardião contrário para criar perigo. O prolongamento deu continuidade ao momento gilista, com três oportunidades flagrantes nos primeiros sete minutos, mais em que durante os 90 minutos do período regulamentar. As diferenças na condição física dos atletas iam-se acentuando cada vez mais e o Gil continuou a carregar. Aos 111 minutos, Pedro Carvalho acertou na trave, para desespero de Ricardo Soares, treinador estreante no banco da equipa de Barcelos. O Oleiros continuava a acreditar e, aos 116 minutos, Brian Miguel esteve a centímetros de colocar a equipa da casa em vantagem no marcador, através de um cabeceamento muito perigoso. Na sequência do lance, Elisson foi expulso, após parar o contra-ataque dos forasteiros com uma falta dura. Após muito sofrimento, a equipa da casa conseguiu levar o jogo para grandes penalidades, onde os visitantes foram mais felizes ao vencerem por 2-4, tendo Denis desempenhado um papel fundamental ao defender dois remates.

ZEROZERO

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163