AF.Coimbra I Pandemia dita desistência do Febres

Fundado em 1930, campeão da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra (AFC), em 1971/1972 (4.º lugar em 81/82), com passagem pela antiga 3.ª Divisão, e com duas Taças AFC no currículo, entre outros feitos, o Febres Sport Clube não vai ter, pela primeira vez, uma equipa sénior a competir nas provas da AFC.
Inicialmente inscrito na 1.ª Divisão, série B, a formação do município de Cantanhede optou por não competir na época 2020/2021 devido às incertezas e receios provocados pela covid-19.
“A situação pandémica é o principal motivo. Não íamos conseguir cumprir as normas estipuladas pela DGS. Foi uma decisão bastante ponderada e, embora seja algo que custe, não vamos arriscar”, assumiu o presidente do Febres, José Jesus.
A pandemia provocou uma quebra acentuada de receita. “Não há público, não há receita, houve uma grande quebra. Só temos os subsídios da câmara ou da junta. Vamos andar a endividar o clube? Não”, lamentou o dirigente.
A perspetiva era que, em alguns encontros, a equipa não conseguisse ter jogadores disponíveis. “Íamos acabar por não competir ou por ir jogar com jogadores que não treinavam, o que não era justo”, disse José Jesus.

Diário As Beiras

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163