CP I SAD da União de Leiria admite dificuldades mas desmente rescisões

A SAD da União de Leiria, cuja equipa de futebol disputa a série C do Campeonato de Portugal, admitiu ontem  em comunicado a existência de “algumas dificuldades financeiras”, negando que haja uma vaga de rescisões no plantel.

“Estamos realmente a ter algumas dificuldades financeiras”, refere a sociedade desportiva,acrescentando que está a fazer “todos os possíveis para que a situação esteja colmatada o mais brevemente possível”.

A administração da União de Leiria não nega a existência de ordenados em atraso que tem sido notícia nos últimos dias – alguns jornais alegam, citando jogadores não identificados, que o plantel tem três meses por pagar – mas desmente que tenha havido rescisões por essa razão.

“Quanto a saídas de jogadores, não recebemos até ao momento nenhuma rescisão. O caso de João Vieira foi um acordo amigável entre ambas as partes, porque o jogador nos apresentou uma proposta melhor de outro clube e aceitámos a sua saída, por ser essa a sua vontade”, lê-se.

Os responsáveis pela equipa sénior garantem ainda que “em nenhuma altura” os jogadores da União de Leiria foram “‘abandonados’ ou [ficaram] a passar por sérias dificuldades como foi anunciado nos meios de comunicação social”.

Nos últimos dias a equipa ficou sem o avançado João Vieira, que se transferiu para o Vilafranquense, o defesa Bruno Miguel, que assumiu ao jornal Record a rescisão devido a ordenados em atraso, e o médio Maksim, para o Vizela.

A União de Leiria, que ocupa o terceiro lugar na série C do Campeonato de Portugal, a dois pontos do líder Benfica de Castelo Branco, teve já três treinadores esta época.

LUSA

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163