Marinhense continua na senda das vitórias

Terceira vitória consecutiva no Campeonato de Portugal, desta vez frente ao ARC Oleiros, por 1-0, numa partida marcada pelo equilíbrio entre os dois conjuntos.

O jogo começou “morno”, sem grandes oportunidades de perigo. Só perto do primeiro quarto de hora, as equipas “entraram em jogo”. Até então, demonstravam alguma monotonia, equilíbrio a meio campo e, consequente escassez de oportunidades de golo.

Os comandados de Pedro Solá perceberam então que podiam aproveitar a meia distância para chegar à baliza contrária e, através de Pedro Rodrigues e Silas, após duas jogadas coletivas de bom nível, saíram os primeiros avisos da vontade alvinegra. Primeiro Silas, a atirar para defesa de Alexandre Verdade, e posteriormente Pedro Rodrigues, do “meio da rua” a atirar para uma enorme defesa do guardião do conjunto de Castelo Branco.

Respondeu a equipa visitante de seguida, por Leandro Santos, a obrigar João Guerra a uma enorme defesa, ao desviar para canto uma bola que entraria no seu ângulo superior esquerdo.

Aos 25 minutos, um lance polémico. Luiz Fernando introduz a bola na baliza adversária, mas viu ser anulado o golo, por suposta mão na bola, quando recebeu o esférico no interior da área e se virou, antes de finalizar com sucesso. Lance polémico e duvidoso, já que o lance, para além de rápido, foi bastante perto do ponta de lança.

Uma jogada de insistência de Rúben Martins dava a oportunidade a Pedro Rodrigues de finalizar à entrada da área, mas uma enorme defesa do guardião forasteiro evitou o golo inaugural.

Antes do intervalo, tempo ainda para Luiz Fernando atirar de cabeça perto da trave, após bom cruzamento de João Vítor.

No segundo tempo entrou melhor a equipa de Pedro Solá, porém a primeira oportunidade pertenceu aos visitantes. Ivan Fidalgo atira de cabeça ao lado da baliza de João Guerra, após bom cruzamento de Pedro Luís.

O Marinhense respondeu de imediato com uma boa jogada que culminou com o golo de Rúben Martins. Passe longo de João Vítor, virando o flanco para Fábio Silva que, após passe magistral, assiste Rúben Martins para, de cabeça, fazer o único golo da partida.

O conjunto alvinegro quase aumentou pouco depois, mas o cabeceamento de Ricardo Pires acabou por sair muito perto do poste. Timidamente, o Oleiros chegava à frente no terreno, no entanto o remate de Jackson saiu ao lado.

O Marinhense podia ter aumentado por duas vezes. Primeiro por Silas e depois por Alex Dias, mas ambos os remates não levaram o melhor caminho.

Já em tempo de compensação, Djô Djô numa jogada individual sobre a esquerda, podia ter empatado o jogo, no entanto a bola saiu ao lado da baliza defendida por João Guerra.

Acabava assim a partida, com os 3 pontos a ficarem na Marinha Grande, após um jogo sólido e seguro do AC Marinhense, que dispôs de mais e das melhores oportunidades de golo, numa partida com boa arbitragem.

TIAGO SANTOS E ANDRÉ LUCAS (AC MARINHENSE)

AC Marinhense 1
João Guerra; Filipe Sarmento, Yan Victor, João Paulo (c), João Vítor; Pedro Rodrigues, Caio Prado (Carlos Oliveira, 88’), Fábio Coça; Rúben Martins, Silas (Alex Dias, 71’), Luiz Fernando (Ricardo Pires, 58’).
Não jogaram: Pedro Carvalho, Zé Ricardo, Bernardo Lopes, Baixinho.
Treinador: Pedro Solá.

ARC Oleiros 0
Alexandre Verdade; Bruno Cardoso, Tiago Gomes, Deng Liu, Pedro Luís; Guilherme Campos (Tak Teuin, 75’), Leandro Santos, Victor Lira (Djô Djô, 69’); Ivan Fidalgo, Diego (Vasco Ferreira, 69’), Jackson.
Não Jogaram: Luís Pedro, João Silva, Marco Farinha, Rui Daniel.
Treinador: Natan Costa.

Estádio Municipal da Marinha Grande
Árbitro: João Bento (AF Santarém).
Auxiliares: Samuel Dionísio e Diogo Pereira.
Espectadores: 300.
Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Rúben Martins (55’).
Disciplina: Amarelo a Yan Victor (31’), Pedro Rodrigues (35’), João Vítor (68’), Bruno Cardoso (71’), Leandro (73’), Ricardo Pires (82’).

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163