AF.Leiria I Vieirense vence Pelariga e mantém-se na luta pela quinta posição

O Vieirense somou três  pontos na Pelariga, com uma reviravolta no marcador operada na segunda parte, já que ao intervalo perdia por 2 bolas a zero.
Até foi a equipa de Vieira de Leiria a entrar melhor na partida e logo nos instantes iniciais podia ter aberto o marcador, mas nem Daniel nem Teles conseguiram aproveitar alguma atrapalhação entre João Pedro e os seus defesas. Logo de seguida foi Rafael Rego a tentar a sorte de longe, mas o remate saiu ligeiramente ao lado. Refeita da entrada forte do visitante a Pelariga equilibrou o jogo e na primeira abordagem à área adversária beneficiou de uma grande penalidade que Diogo Padeiro se encarregou de converter, inaugurando o marcador.
A equipa de Marco Ferreira galvanizou-se com a vantagem e dominou os minutos seguintes, primeiro Bajedas assistiu João Pinto mas este perdeu espaço para finalizar e, depois, foi novamente Padeiro a tentar o golo com o remate do avançado a rasar o poste da baliza de Carlos. Pouco depois, a Pelariga ampliou numa jogada de insistência, Freitas ainda adiou, ao salvar de cabeça sobre a linha, mas nada podia fazer quando a bola sobrou para Joel, que com um remate forte e colocado levou a sua equipa a vencer por duas bola a zero para as cabines.
Para o segundo tempo o técnico Luciano Silva operou duas alterações que se mostraram fulcrais, quer no equilíbrio defensivo da equipa quer na maior dinâmica atacante que imprimiu logo desde o recomeço. Assim o Vieirense entrou mais forte no segundo turno, Luís Carlos cruzou tenso da esquerda com André Cruz a rematar forte para grande intervenção de João Pedro, na “recarga” Daniel reduziu para 2-1. Nos minutos seguintes os mesmos protagonistas empataram a partida, cruzamento bem tirado de André Cruz e Daniel a surgir de cabeça ao primeiro poste (2-2). Era o melhor período dos industriais e Teles reclamou golo, com grande golpe de cabeça levou a bola a embater na barra e depois ao bater no solo, o juiz da partida considerou que a bola não ultrapassou a linha na totalidade e não validou o tento. O lance serviu de avisou, no minuto seguinte Ruben Fernandes também de cabeça consumou a reviravolta, após um canto de André Cruz.
Até final ainda a registar um remate forte, mas ao lado de Paulo Gonçalves ,e Bajedas ficou a reclamar uma grande penalidade, mas o árbitro considerou que o derrube foi fora da área. Arbitragem globalmente positiva.

CARLOS PINHEIRO

PELARIGA 2
João Pedro, Zeca, Digo, Frade, Joel, Ivo (c) (Coimbra, 75’), João Pinto, Sami (Simão, 75’), Diogo Padeiro, Bajedas e Filipe (Paulo Gonçalves, 75’)
Não Jogaram: Rodrigo, Flávio e Tomás
Treinador: Marco Ferreira

VIEIRENSE 3
Carlos, Fábio Lucas, Freitas, Ruben Fernandes, Cláudio, Letra (C), André Cruz (Mini, 80’), Rego (Serginho, int), João Francisco (Luís Carlos, int), Daniel e Teles
Não jogaram: Ruben, Bruno Dinis, Rodrigo e Nascimento
Treinador: Luciano Silva

Campo: Campo Diniz dos Pinheiros – Pelariga
Árbitro: André Mendes Assistentes: Nuno Lourenço e Paulo Silva
Espectadores: 60
Ao intervalo: 2-0
Golos: 1-0 (Diogo Padeiro, 17’); 2-0 (Joel, 32’); 1-2 (Daniel, 62’); 2-2 (Daniel, 66’); 2-3 (Ruben Fernandes, 71’)
Disciplina: Amarelo a Bajedas (89’)

Você pode deixar um comentário, ou um link a partir do seu site.

Escreva um comentário

Tem de efectuar log in para comentar o artigo.

Criado por pombaldir.com Nenhuma parte deste site pode ser reproduzido sem a autorização do jornal "O Derbie" Sugestões e Criticas a este site: [email protected] ou 968 628 512 e 236 217 163